Incêndio obriga à retirada de 4 mil pessoas no festival Andanças

Centenas de automóveis consumidos pelas chamas

Cerca de quatro mil pessoas foram esta quarta-feira retiradas, por precaução, do recinto do festival "Andanças", devido ao incêndio que destruiu centenas de viaturas num dos parques de estacionamento, disse à agência Lusa o comandante operacional distrital de Portalegre.

O comandante distrital de operações de socorro, Belo Costa, indicou não haver registo de danos pessoais, mas "prejuízos materiais enormes", com centenas de viaturas danificadas, em Castelo de Vide.

"Estavam quatro mil pessoas no recinto, que foram retiradas por precaução", referiu Belo Costa, frisando que foi acionado o plano de emergência do festival e que "funcionou".

Segundo os bombeiros e a GNR, o fogo teve origem numa viatura num dos parques de estacionamento, que fica localizado a "algumas centenas de metros" do recinto do festival.

Belo Costa indicou que o fogo se propagou depois às outras viaturas que se encontravam no parque de estacionamento e à zona de mato circundante.

"A operação de socorro demorou uma hora e 13 minutos", observou o comandante operacional distrital, destacando "a rápida, eficaz e extraordinária intervenção" da Proteção Civil, "atendendo à multiplicidade de problemas que a situação acarretava".

O combate às chamas, que estavam em rescaldo cerca das 17:00, mobilizou 171 operacionais, com o apoio de 50 viaturas e de quatro meios aéreos, dois aviões e dois helicópteros.

O "Andanças" - Festival Internacional de Danças Populares decorre desde segunda-feira nas margens da albufeira de Póvoa e Meadas, no concelho de Castelo de Vide.

Promovida pela PédeXumbo, Associação para a Promoção da Música e Dança, a 21.ª edição do festival esperava receber, até domingo, 40 mil visitantes, numa área de 28 hectares.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias