ING multado em mais de 600 milhões por corrupção e lavagem de dinheiro

Banco holandês ING concordou pagar para dar por concluída a investigação

ING
ING

O banco holandês ING concordou pagar 675 milhões de euros para resolver uma investigação criminal, lançada pelo promotor holandês, no âmbito da qual era acusado de crimes de corrupção e branqueamento de capitais, avança a Bloomberg.

A instituição admitiu "sérias lacunas na execução das diligências necessárias para a prevenção de crime financeiro e económico" na delegação holandesa, entre 2010 e 2016.

No comunicado enviado pelo ING esta terça-feira, o banco menciona ainda o pagamento de 100 milhões de euros, uma quantia devolvida por ordem da justiça depois de ter sido obtida ilegalmente, mas sem clarificar a proveniência deste dinheiro.

Para além do pagamento da multa, o banco garante estar a penalizar alguns trabalhadores retirando bónus e suspendendo as respectivas funções. "Procederemos a mais melhorias para assegurar um papel sólido na protecção da integridade do sistema financeiro", disse Vincent van den Boogert, CEO do ING na Holanda.

Autor: Negócios

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.