Inscritos nos centros de emprego caem mais de 70 mil no primeiro semestre

Dados de junho são os mais baixos dos últimos 16 anos

No final de Junho deste ano estavam inscritos nos centros de emprego em Portugal um total 332.395 pessoas, o que representa o nível de desemprego registado mais baixo dos últimos 16 anos, revelam os dados publicados pelo IEFP na análise mensal do mercado de emprego, que foi publicada esta quinta-feira, 19 de Julho.

Face a Maio deste ano a queda no número de inscritos foi de 5,1% (menos 17.779 pessoas). Comparando com o mesmo mês do ano passado, a queda foi de 20,5% (menos 85.794 pessoas).

Olhando apenas para o conjunto do primeiro semestre deste ano, constata-se que o número de desempregados inscritos nos centros de emprego foi de 71.376 (em Dezembro de 2017 situava-se nos 403.771). Um número que ilustra a tendência de queda no desemprego em Portugal. Segundo o INE a taxa de desemprego situou-se nos 7,2% em Abril, o que corresponde a um mínimo de Novembro de 2002.

Entre os jovens o número de desempregados registou uma queda homóloga de 29% para 31,5 mil pessoas. O desemprego de longa duração (inscritos há um ano ou mais) atingia em Junho 162,8 mil pessoas, o que corresponde a uma descida de 23,6% face ao mesmo mês do ano passado.

Segundo o IEFP, para a diminuição do desemprego registado, face ao mês homólogo de 2017, contribuíram todos os grupos de desempregados, com destaque para os homens (-23%) e os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos (-19,5%).

A nível regional, comparando com o mês de Junho de 2017, o desemprego registado diminuiu em todas as regiões do País, com destaque para o Algarve (-24,7%) e o Alentejo (-23,8%).

Autor: Negócios

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.