Ivo Rosa diz que não vai conseguir cumprir primeiro prazo na Operação Marquês

Despacho proferido pelo juiz de instrução da Operação Marquês indica que outro processo ainda tem que ser resolvido

• Foto: Sérgio Lemos

Ivo Rosa já divulgou o seu primeiro despacho acerca da Operação Marquês. O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) a quem foi entregue a fase de instrução do processo que conta com Sócrates como o principal arguido alega que não vai conseguir respeitar prazos. "Tendo em conta a complexidade dos presentes autos, traduzida, não só pela dimensão do mesmo, mas sobretudo, pela natureza da criminalidade imputada aos arguidos e questões jurídicas suscitadas pelos requerentes de instrução, é possível concluir, desde já, que o prazo fixado na lei para a conclusão da fase de instrução não será conseguido", frisa num despacho citado pelo jornal i.

O juiz justifica dizendo que tem em mãos o processo dos colégios GPS, com cerca de mil volumes, e que ainda não chegaram ao TCIC as 140 caixas com documentos da Operação Marquês que estão no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), como indicou a Sábado no dia do sorteio.

"Oportunamente será proferido despacho de abertura de instrução", indica Ivo Rosa, que no dia 25 se reunirá com a defesa dos arguidos e com o Ministério Público.

Autor: Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.