Libertação de Rui Pinto gera “risco máximo” de segurança

Juíza diz que o facto de o criador do Football Leaks estar a colaborar com as autoridades já não justifica que continue em prisão domiciliária

Rui Pinto recebeu esta sexta-feira às 17h00 ordem de libertação pela juíza Margarida Alves, decisão que dividiu o Ministério Público. Mas o pirata informático que espiou Sporting, Benfica, advogados, procuradores, Isabel dos Santos e outros poderosos que ficaram seus inimigos, não terá abandonado a sede da PJ. Isto porque a sua segurança física no exterior ainda estava a ser acautelada. De acordo com o 'Correio da Manhã', o Serviço de Informações de Segurança estava esta sexta-feira a avaliar o risco, que fontes catalogam como "máximo" devido às figuras "que Rui Pinto denunciou".

10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.