Record

Lucros do BCP quase duplicam até Setembro

Banco liderado por Miguel Maya fechou os primeiros nove meses do ano com um lucro de 257,5 milhões de euros

BCP, Miguel Maya
BCP, Miguel Maya
O BCP fechou os primeiros nove meses do ano com um resultado líquido de 257,5 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 93% face ao mesmo período do ano passado, revelou o banco em comunicado para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta quinta-feira, 8 de Novembro. Isolando o terceiro trimestre, os lucros mais do que duplicaram para 106,8 milhões de euros, superando as estimativas do BPI que apontava para um valor médio de 93 milhões de euros.

O banco presidido por Miguel Maya sublinha que a actividade em Portugal deu um contributo de 115 milhões de euros até Setembro, face aos 800 mil euros registados no mesmo período do ano anterior. 

A margem financeira somou 2,9% para 1.052,8 milhões de euros, que o banco justifica com a descida do custo da dívida emitida e do custo dos depósitos.

Já as comissões líquidas somaram 3% para 510,1 milhões de euros, "uma evolução favorável", como classificou Miguel Maya.

Já outros proveitos decresceram 6,2%, que o CEO explica dever-se à venda de activos não performantes, os chamados "non-performing exposures" (NPE), que incluem crédito malparado e imóveis.

Autor: Negócios

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias
M