Luís Filipe Vieira é suspeito de ter beneficiado de fraude no BES, avança a 'Sábado'

Ministério Público refere que banco ajudou a Inland, empresa do presidente do Benfica, através da Eurofin

A suspeita está plasmada nos autos do processo do Banco Espírito Santo: além de operações financeiras, que terão permitido à administração de Ricardo Salgado mascarar as contas do BES, a Eurofin, uma sociedade suíça, também serviu, segundo o Ministério Público, para retirar "ativos stressados" do balanço do banco, assim como funcionou como veículo de investimento para reestruturações de dívida de "clientes privilegiados" da administração do antigo "dono disto tudo", como a Inland, a Imobiliária de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica. A informação é avançada est quinta-feira pela 'Sábado'.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.