Madrasta de Gabriel Cruz fica em prisão preventiva

Ana Julia Quezada sem direito a fiança

Ana Julia foi presa quando decidiu mudar o corpo de Gabriel de local
Gabriel Cruz foi encontrado morto em Espanha
Milhares de pessoas choram a morte de Gabriel Cruz
Gabriel Cruz, pais
Ana Julia foi presa quando decidiu mudar o corpo de Gabriel de local
Gabriel Cruz foi encontrado morto em Espanha
Milhares de pessoas choram a morte de Gabriel Cruz
Gabriel Cruz, pais
Ana Julia foi presa quando decidiu mudar o corpo de Gabriel de local
Gabriel Cruz foi encontrado morto em Espanha
Milhares de pessoas choram a morte de Gabriel Cruz
Gabriel Cruz, pais
Ana Julia Quezada, a mulher que confessou ter assassinado o menino espanhol Gabriel Cruz, de nove anos, viu esta quinta-feira o juiz de instrução do Tribunal de Almería decretar-lhe a prisão preventiva.

O tribunal atendeu ao pedido do Ministério Público, que pretendia que a dominicana, que vivia com o pai da criança, não tivesse direito a fiança. 

Ana Julia foi detida no início desta semana, vários dias depois do desaparecimento do menor, quando transportava o corpo de Gabriel na mala do carro. Tinha ido buscar o cadáver ao poço onde o lançou depois do crime. Acabou por confessar o crime, embora diga que não teve intenção de o matar quando o agrediu. A autópsia concluiu que Gabriel morreu asfixiado.
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias