Mais um mês para ultimar decisão do 'Caso Cardinal'

Leitura da sentença remarcada para o dia 27 de maio

• Foto: Pedro Simões

A leitura da sentença relativa ao denominado ‘Caso Cardinal’ foi adiada um mês, por não haver ontem decisão pronta. O ato foi remarcado para o dia 27 de maio, pelas 14 horas, no Campus de Justiça, em Lisboa.

O principal arguido do processo é Paulo Pereira Cristóvão, antigo vice-presidente do Sporting, que está a ser julgado por burla qualificada, branqueamento de capitais, peculato, devassa por meio informático, acesso ilegítimo e denúncia caluniosa agravada. Em causa está um depósito no valor de 2 mil euros na conta do árbitro José Cardinal, na véspera de um Sporting-Marítimo, de 22 de dezembro de 2011, referente aos quartos-de-final da Taça de Portugal. PPC é acusado de ter pedido a um colaborador, Rui Martins, para efetuar o referido depósito, no Funchal, uma armadilha que pretenderia implicar José Cardinal por suborno.

O advogado de Pereira Cristóvão, Paulo Farinha Alves, pediu a absolvição de todos os crimes, nas alegações finais, a 25 de janeiro.

Um segundo arguido no mesmo processo, que começou a ser julgado há mais de um ano (8 de abril de 2015), é Vítor Viegas, ex-inspetor da Polícia Judiciária, indiciado por burla, branqueamento de capitais e devassa por meio informático. Viegas era o proprietário da empresa (Businlog) contratada pelo Sporting para acompanhamento dos jogadores da equipa profissional.

Por Vítor Almeida Gonçalves
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.