Manuel Maria Carrilho volta a ser absolvido de violência doméstica

Tribunal iliba ex-marido de Bárbara Guimarães na repetição parcial de julgamento ordenada pela Relação

Manuel Maria Carrilho no Campus de Justiça de Lisboa
Manuel Maria Carrilho, Bárbara Guimarães, divórcio, violência, agressão, ministro, cultura, apresentadora
Manuel Maria Carrilho no Campus de Justiça de Lisboa
Manuel Maria Carrilho, Bárbara Guimarães, divórcio, violência, agressão, ministro, cultura, apresentadora
Manuel Maria Carrilho no Campus de Justiça de Lisboa
Manuel Maria Carrilho, Bárbara Guimarães, divórcio, violência, agressão, ministro, cultura, apresentadora

O político Manuel Maria Carrilho voltou esta sexta-feira a ser absolvido do crime de violência doméstica, na ação movida contra si pela ex-mulher a apresentadora Bárbara Guimarães.

A juíza do Tribunal de Lisboa reapreciou, a pedido da Relação, uma parte do processo que tinha a ver com a data em que a apresentadora diz ter sido ameaçada de morte pelo professor de filosofia. O tribunal deu os factos como não provados.

O advogado de Carrilho, Paulo Cunha e Sá, mostrou-se satisfeito com a decisão e lembrou a juíza já foi alvo de dois incidentes de recusa, tendo-se concluído que tem tido uma conduta isenta no processo.

Ainda antes da decisão, a defesa de Bárbara Guimarães anunciou que ia recorrer, uma vez que o tribunal declarou que não tinha competência para resolver o erro do MP, que, quando interrogou Carrilho, se enganou na data em que as ameaças deste terão sido proferidas. O antigo ministro da Cultura negou tudo.

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.