Marcelo agradece aos "capitães de Abril" pela liberdade do País

Presidente da República afirmou que o ato heróico nunca será esquecido pelos portugueses

 Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
 Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
 Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
 Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
 Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
 Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão
Sessão solene começa após entrada de Marcelo de cravo na mão

Marcelo Rebelo de Sousa iniciou o seu discurso na sessão solene do 25 de Abril, na Assembleia da República, esta quarta-feira, por "agradecer uma, dez, vinte, trinte, quarenta, quarenta e quatro vezes aos capitães de Abril".

O Presidente da República sublinhou a importância dos militares para a democracia do País e declarou que a nação sempre irá relembrar o ato heroico dos revolucionários.

Marcelo recordou o importante papel de Sidónio Pais, assim como o caminho pontuado de escândalos políticos, dificuldades económicas e instabilidades que Portugal enfrentou até aos dias de hoje. 

O líder abordou a temática dos conflitos europeus e afirma que a" europa perdeu sempre ao dividir-se" e sublinhou ainda que a "democracia supõe um equilíbrio de poderes".

O parlamento levantou-se e aplaudiu as palavras do Presidente que terminou por gritar "Viva o 25 de Abril". 

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias