Máscaras obrigatórias nas escolas, nos transportes e no comércio

Transportes vão manter, também, capacidade máxima.

carris transportes
carris transportes

Vai ser obrigatório o uso de máscaras nos transportes públicos, escolas, comércio e outros locais fechados com várias pessoas, anunciou António Costa, depois do conselho de ministros, na apresentação na qual está a dar conta do desconfinamento, que será feito gradualmente.

Os transportes vão manter, também, capacidade máxima. A lotação máxima possível é de dois terço da capacidade. Aqui, salientou, será obrigatório o uso das máscaras. E as transportadoras continuam a ser obrigadas a "normas muito exigentes" de higienização e limpeza.

No conjunto de medidas que está a ser anunciado por António Costa, limita-se a 5 pessoas por cada 100 metros quadros nos espaços fechados, salientando, no entanto, que o deve cívico é de recolhimento domiciliário, sendo o confinamento obrigatório para pessoas doentes ou em vigilência ativa.

Os eventos e ajuntamentos continuam a ser proibidos desde que tenham mais de 10 pessoas, "mesmo entre 10 pessoas se deve praticar a regra de distanciamento", salientou o primeiro-ministro.

As escolas vão abrir a 18 de maio para os 11º/12º anos ou 2º e 3º anos de outras ofertas formativas (10h - 17h), para os equipamentos sociais na área da deficiência, e creches (com opção de apoio à família). A 1 de junho serão abertas as creches, ATL e pré-escolas.

As decisões, salientou o primeiro-ministro, serão reavaliadas de 15 em 15 dias.

Por Negócios
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0