Mau tempo: Quase 9 mil ocorrências, dois mortos, um desaparecido e 123 desalojados

Depressão Elsa deixou ainda 31 pessoas deslocadas temporariamente

Depressão Elsa
Depressão Elsa

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil registou, até às 8h00, deste sábado 8998 ocorrências relacionadas com a passagem da Depressão Elsa por Portugal. Além disso, segundo os números avançados pelo Correio da Manhã, há ainda a registar duas vítimas mortais, enquanto um homem continua desaparecido. O mau tempo deixou 123 pessoas desalojadas e 31 pessoas deslocadas temporariamente (28 delas em Arco de Valdevez e três em Vieira de Leiria). 

Depois da Elsa, as atenção das autoridades viram-se para a chegada da Depressão Fabien: Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar entre as 21h00 de hoje e as 12h00 de domingo em aviso vermelho, devido à agitação marítima, e Vila Real enfrenta rajadas de vento até 140 quilómtros/hora.

Em comunicado, divulgado nesta madrugada, o Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA), alerta que, nos distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga, durante as 21h00 de hoje e as 12h00 de domingo, as ondas poderão atingir os 15 metros.

Viana do Castelo e Braga vão hoje também estar em aviso vermelho por causa do vento, com rajadas até 140 quilómetros/hora, entre as 18h00 e as 21h00, tal como Vila Real, segundo a mesma nota.

No anterior balanço do IPMA, nenhum distrito estava em aviso vermelho devido ao vento.

De acordo com o novo comunicado, estão sob aviso laranja os distritos de Bragança, Guarda, Faro, Viseu, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Castelo Branco.

Para os distritos de Évora, Portalegre e Santarém foi colocado um aviso amarelo (o terceiro mais grave).

Os primeiros efeitos da depressão Fabien são esperados no sábado, com períodos de chuva persistente e por vezes forte na região Centro, Alto Alentejo e no litoral entre o rio Tejo e o cabo de Sines, até ao final da madrugada; aguaceiros temporariamente intensos no Minho e Douro Litoral até ao meio da tarde; e intensificação do vento, especialmente nas regiões Norte e Centro.

Segundo as previsões do Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA), o vento será forte de sudoeste, com rajadas a atingir valores de 90 km/h, em especial no litoral norte e centro, e de 140 km/h nas terras altas.

É igualmente esperada agitação marítima, sobretudo no litoral a norte do cabo Mondego, onde as ondas poderão ultrapassar os 10 metros de altura.

Segundo o IPMA, a depressão Fabien não deverá ter a mesma intensidade da Depressão Elsa.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0