Megaoperação da GNR detém 13 pessoas que se faziam passar por enfermeiros para roubar idosos

Foram cumpridos 42 mandados, dos quais 26 em residências

Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Detidos suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos em Lisboa e Margem Sul do Tejo
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Detidos suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos em Lisboa e Margem Sul do Tejo
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Detidos suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos em Lisboa e Margem Sul do Tejo
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos
Megaoperação da GNR detém suspeitos que faziam passar-se por enfermeiros para roubar idosos

Treze pessoas que se faziam passar por enfermeiros, de Norte a Sul do País, foram detidas numa megaoperação da GNR em curso na zona de Lisboa e na Margem Sul do Tejo, nomeadamente em São João da Talha, em Loures, e no Bairro Alfredo Boa Saúde, na Portela.

Os suspeitos, principalmente mulheres de etnia cigana, faziam passar-se por enfermeiros e também por assistentes sociais para entrar nas casas das vítimas.

Em comunicado, a GNR adianta que foram cumpridos 42 mandados, dos quais 26 em residências e em veículos, e 16 de detenção, mas apenas 13 pessoas acabaram detidas pela prática de crimes de furto e roubo.

Os roubos rondavam os 150 mil euros e o material roubado era, sobretudo, ouro. Esta investigação ocorria há cerca de dois anos.

Alguns dos detidos são reincidentes, tendo também sido detidos em 2015 pelas mesmas razões.

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.