Mergulhadores retirados de pedreira de Borba por risco de nova derrocada

Buscas pelos corpos de três pessoas desaparecidas limitadas ao uso de sonar

Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
Buscas continuam em Borba para localizar corpos dos restantes desaparecidos na pedreira
As buscas pelas três pessoas ainda dadas como desaparecidas após a derrocada da estrada de Borba foram retomadas esta segunda-feira com muitas limitações.

Os mergulhadores que se preparavam para fazer novas buscas subaquáticas acabaram por não entrar na água, dado o agravamento das condições da pedreira onde as duas viaturas - que se presume terem arrastado três vítimas - caíram na passada segunda-feira, dia 19 de novembro. O risco de uma nova derrocada levou a que fossem suspensos os mergulhos, por tempo indeterminado.

Os técnicos do LNEC presente no local desaconselharam a realização de mergulhos, uma vez que as chuvas das últimas horas agravaram as condições de segurança - com riscos de novo abatimento -, tornando também a água mais lamacenta.

Está a funcionar no local uma sonda do Instituto Hidrográfico, que procura sinais do paradeiro das viaturas e das vítimas.

Lembre-se que este domingo foi resgatado o segundo corpo dos dois trabalhadores da pedreira que morreram na derrocada.

Autor: Correio da Manhã
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias