Mortes em hospitais após acidentes rodoviários crescem

A maior parte das vítimas são idosos atropelados.

Os números revelados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) sobre 2018 revelam que desde 2012 que não morriam tantas pessoas em acidentes rodoviários. No ano passado, morreram 675 pessoas.

Entre o valor provisório (obtido nas 24 horas seguintes ao acidente) e o valor definitivo (obtido após 30 dias e que abrange as mortes ocorridas no hospital), verificou-se o maior aumento da década: 32,5%. No local do acidente ou nas 24 horas seguintes, morreram 508 vítimas. Nos hospitais, morreram mais 167 pessoas.

A maior parte das vítimas que vieram a morrer em hospitais são idosos atropelados.

Segundo o Jornal de Notícias, as causas apontadas passam pela inexistência de estratégia política e investimento público em segurança rodoviária.

Por Sábado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.