Mustafá e Paulo Pereira Cristóvão condenados a penas de prisão efetiva

Por assaltos violentos a residências na área da Grande Lisboa. Sentença foi proferida hoje

O ex-inspetor da Polícia Judiciária (PJ) e antigo vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, o líder da claque Juventude Leonina, Nuno "Mustafá" Mendes, e outros 15 arguidos conheceram esta sexta-feira a sentença, no Tribunal de Cascais, do processo dos assaltos violentos a residências na área da Grande Lisboa. 

Pereira Cristóvão foi condenado a mais de sete anos de prisão e Mustafá a seis anos e quatro meses. Estavam acusados de pertencer a uma rede criminosa de assaltos violentos a casas na Grande Lisboa.
 
As penas deduzidas pelos juízes são: Pereira Cristóvão foi condenado por dois crimes de sequestro e co-autor de furto qualificado, 7 anos e meio de prisão; Mustafá, por sequestro, com pena de 6 anos e 4 meses; Celso Augusto, 8 anos e um mês; Paulo Santos, irmão de Mustafá, 9 anos e 8 meses.

Por Sábado
70
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.