«Não estou a acreditar nesses números»: Bolsonaro desconfia dos dados em São Paulo e Itália

Mais uma declaração polémica do presidente do Brasil

• Foto: Reuters

Apesar da propagação a grande ritmo da pandemia do Coronavírus, Bolsonaro continua a querer passar a ideia que a realidade não é tão preocupante.

"É muito grande [número de vítimas] para São Paulo. Temos de ver o que está a acontecer aí. Não pode ser um jogo de números para favorecer os interesses políticos. (...) Não estou a acreditar nesses números", disse o presidente do Brasil, em entrevista à Bandeirantes a propósito dos dados em São Paulo e Itália.

De acordo com os dados oficiais registam-se 68 mortos e 1.223 infetados em São Paulo. Itália registou sexta-feira o pior dia desde o início da pandemia da covid-19, com 969 mortes em 24 horas. O total de óbitos no país atingiu 9.184, sendo a taxa de mortalidade de 10,8% entre os casos detetados, o valor mais elevado entre os países com um número significativo de casos.

"Procurem saber, por estado, quantos morreram por H1N1 até ao momento. Não é que eu queira que tenham morrido, mas no passado foram 700 pessoas, mais ou menos. Alguém teve de morrer este ano dessa doença. Se toda a gente morrer com coronavírus, é sinal de que o Estado está a contornar as causas de morte, querendo fazer uso político de números. Isso não podemos admitir",referiu.

8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.