Nicolau Santos aponta "acusações surpreendentes e descabidas" de José Eduardo

Jornalista ouvido no Campus de Justiça

• Foto: David Martins

O diretor-adjunto do Expresso, Nicolau Santos, foi ouvido esta manhã no Campus de Justiça no âmbito do processo interposto pelo treinador Marco Silva a José Eduardo. Em causa estão declarações de José Eduardo de 2014 que falou de "interesses próprios" do técnico do Sporting na altura que iriam contra os do clube e que, por esse motivo, não havia condições para a continuidade deste no cargo.

Nicolau Santos foi hoje ouvido no Campus de Justiça
"Foram acusações muito surpreendentes e descabidas. Na altura, parecia ser um recado da direção do Sporting", afirmou o jornalista na sessão à qual faltou Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato de Jogadores, também testemunha do técnico, que deveria ter sido igualmente ouvido hoje.

Para 6 de dezembro está marcada nova sessão do julgamento, tendo sido convocados para testemunhar Rui Patrício, Tiago Ribeiro, João Cunha e Gonçalo Santos.

Recorde-se que o ex-treinador do Sporting pede uma indemnização de 45 mil euros - a reverter para instituições de caridade - ao antigo jogador dos leões e conhecimento público da sentença, acusando-o de três crimes de difamação agravada.

Por Bruno Dias e Sofia Lobato
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.