O senador brasileiro que escondeu 5 mil euros nas cuecas

Durante buscas domiciliárias, a Polícia Federal desconfiou de um volume junto às nádegas de Chico Rodrigues

Um senador brasileiro foi apanhado com 33 mil reais (5 mil euros) nas cuecas, durante uma operação policial em sua casa por suspeita de desvio de fundos destinados ao combate à Covid-19. Chico Rodrigues pertence ao partido DEM e era vice-líder do governo no Senado Federal – já deixou o cargo. 

Segundo o relato da Polícia Federal, foram encontrados 10 mil reais e 6 mil dólares norte-americanos no cofre no quarto de Chico Rodrigues. Durante as buscas, o senador de 69 anos pediu para ir à casa de banho e a polícia concordou – desde que fosse acompanhado por um agente. 

Nesse momento, um polícia notou um grande volume junto ao traseiro de Chico Rodrigues, que vestia uns calções azuis tipo pijama e uma camisa amarela. "O que está dentro dos calções?", perguntou o agente. Chico Rodrigues ficou "assustado" e disse que não tinha nada. 

A polícia decidiu revistá-lo, tendo encontrado maços de notas no valor de 15 mil reais perto das suas nádegas. 

Mas não ficou por aí: ao ser questionado, Chico Rodrigues ficou furioso e enfiou as mãos nas cuecas, tendo tirado mais 17,9 mil reais. 

A polícia ainda o revistou de novo, para encontrar mais 250 reais nas cuecas. 

A operação da Polícia Federal deveu-se a suspeitas de desvio de fundos pela Secretaria de Saúde de Roraima. Ao todo, 20 milhões de reais que se destinavam a comprar equipamentos de unidades de saúde e testes rápidos terão desaparecido.

O Supremo Tribunal Federal decidiu que Chico Rodrigues seja afastado do mandato durante três meses. O senador não foi detido por ter imunidade parlamentar.

 

Por Sábado
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.