«O vírus não espera 7 dias»: Filipe Froes apela a medidas mais rápidas para conter Covid-19

Incidência e transmissibilidade serão avaliados numa média a sete dias, segundo proposta

Covid-19
O penumologista Filipe Froes
Miguel Guimarães, bastonário
Covid-19
O penumologista Filipe Froes
Miguel Guimarães, bastonário
Covid-19
O penumologista Filipe Froes
Miguel Guimarães, bastonário

A proposta de alteração da matriz e risco já está a ser apresentada e evidencia duas mudanças evidentes na forma como a pandemia será gerida.

A média de intervalo para avaliação da incidência e transmissibilidade passa a ser de sete dias, de acordo com a proposta. A outra mudança de destaque é a introdução de mortes e internamentos como indicador para avaliação da situação epidemiológica. 

A vacinação foi destacada durante a apresentação da proposta de nova matriz de rismo e, segundo os especialistas, foi a vacinação acelerada em Portugal que permitiu que o País não entrasse num novo confinamento geral.

A proposta é apresentada em Lisboa pelo Bastonário da Ordem dos Médicos e especialistas.

Filipe Froes sublinha o importante papel da vacina atualmente. "Se não fosse a aplicação da vacina, neste momento, estávamos em confinamento".

"As medidas estão a ser aplicadas com atraso devido a incidência acumulada a 14 dias. Indicador fraco para responder à pandemia. Indicador acumulado tem de ser a 7 dias. Para ganhar batalha contra a pandemia tem de se ser muito rápido", sublinha adiantando a urgência da toma de medidas quando necessário. 

"Não tirar medidas da cartola que acabam por provocar algum descrédito, nível de incumprimento das pessoas, por não perceberem as medidas", aponta exemplificando o fecho da área metropolitana de Libsoa como medida errada.

"O vírus não espera sete dias para se tomar uma decisão", sublinhou.

"Neste momento há concelhos, sobretudo pequenos, onde as medidas que se tomam de 14 em 14 dias são mais castigo do que medidas corretivas. Porque ao final de 14 dias as situação já passou na maioria das vezes", alerta.

Por Correio da Manhã
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias