O voo comercial mais longo do Mundo aterrou finalmente em Nova Iorque

Airbus da Singapore Airlines completou viagem sem escala desde Singapura

O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo
O primeiro voo direto Singapura-Nova Iorque deu direito a souvenirs por ser o mais longo do mundo

O voo comercial mais longo do mundo chegou hoje a Nova Iorque, tendo partido quinta-feira de Singapura, depois de quase 18 horas sem escalas, informou o site online do aeroporto de Newark, nos Estados-Unidos.

O voo SQ22, da Singapore Airlines, chegou esta sexta-feira às 05h29 locais (08h29 em Lisboa) ao Aeroporto Internacional de Newark, em Nova Iorque, depois de ter descolado às 23h37 de quinta-feira (16h35 em Lisboa) de Singapura, ou seja 17h52 de voo e mais de 16.000 quilómetros percorridos, sem escalas.

Este foi o voo inaugural e o serviço regular começa no dia 18 de outubro, segundo a agência EFE. Segundo a companhia aérea, o Airbus A350-900ULR transportou 161 passageiros, 67 deles na classe "business" e outros 94 em "premium economy", tem mais espaço e um design especial para reduzir o conhecido "jet lag".

A companhia asiática acede assim ao primeiro lugar na classificação dos voos mais longos. Até agora, o voo mais longo do mundo era o da companhia aérea australiana Qatar Airways que liga Doha à cidade de Auckland, na Nova Zelândia, um voo de 17 horas e 15 minutos que percorre uma distância de 14.200 quilómetros.

Em setembro, a Airbus entregou à Singapore Airlines o primeiro A350-900 ULR, que consome 25% menos combustível que os seus antecessores.

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.