PCP vai votar contra eutanásia, colocando em risco a aprovação

Comunistas consideram que legislar sobre esta matéria "fere princípios constitucionais".

• Foto: Lusa

O Partido Comunista irá votar contra a despenalização da eutanásia, avançou fonte partidária ao Diário de Notícias. Com o voto contra do PCP, a aprovação da despenalização da eutanásia fica em risco.

Os grupos parlamentares do PCP, PSD e CDS somados têm 123 deputados, ou seja, mais oito do que a maioria absoluta necessária para chumbar a proposta. A decisão deverá ser confirmada amanhã de manhã numa conferência de imprensa na Assembleia da República, acompanhada com uma nota no jornal do partido, o Avante!

Ao DN, fonte do partido justificou que o PCP votará contra por  considerar que legislar sobre esta matéria "fere princípios constitucionais" e que "não corresponde a uma necessidade prioritária para a sociedade".

A votação está pendente dos votos do PSD que deverá dar liberdade de voto aos seus deputados. Sociais-democratas como Paula Teixeira da Cruz e Teresa Leal Coelho devem votar favoravelmente. Rui Rio, o presidente do partido, já se manifestou inclusivamente a favor da despenalização.

Num artigo de 20 de Abril, o deputado comunista António Filipe elencou as reservas do partido para poder vir a votar contra: "Não constava do programa do PCP nenhum compromisso nessa matéria e o PCP não considerou que a legalização da eutanásia fosse uma prioridade para a presente legislatura", escreveu o parlamentar comunista.

No PCP e no CDS, os grupos votarão em bloco contra os quatro projectos. Já o Bloco de Esquerda e o PEV (21 votos) também votarão em bloco, mas a favor dos projectos e o mesmo fará o deputado do PAN.

No grupo parlamentar do PS (86 deputados no total) esperam-se dois votos desfavoráveis à aprovação e os restantes a favor.

Autor: Diogo Barreto/Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0