Pedro Dias absolvido do crime de furto em herdade do Alentejo

Caso remonta a março de 2012

Pedro Dias, triplo homicida
Pedro Dias às chegada a julgamento no Tribunal de Évora
Pedro Dias no tribunal
Pedro Dias no tribunal
Pedro Dias, triplo homicida
Pedro Dias às chegada a julgamento no Tribunal de Évora
Pedro Dias no tribunal
Pedro Dias no tribunal
Pedro Dias, triplo homicida
Pedro Dias às chegada a julgamento no Tribunal de Évora
Pedro Dias no tribunal
Pedro Dias no tribunal

Pedro Dias foi absolvido esta sergunda-feira do crime de furto qualificado na Herdade de Zambujal do Conde, em Évora.

O caso remonta para a madrugada de 8 para 9 de março de 2012, dia em que furtou armas, obras de arte e objetos equestres avaliados em 300 mil euros. O arguido alegou ainda em sua defesa estar em Arouca nessa noite. Na sequência dos homicídios ocorridos, em outubro de 2016 no centro do país, foi revelado que Pedro Dias tinha na sua posse uma arma que tinha sido furtada em Évora.

Pedro Dias foi condenado pelo tribunal da Guarda à pena máxima de 25 anos de prisão por vários crimes cometidos em Aguiar da Beira, dos quais três homicídios consumados.

Na altura, a defesa esperava que Pedro Dias fosse julgado sem o preconceito de ter já sobre si uma condenação de 25 anos.

Autor: Correio da Manhã

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias