Portugal colocado na 'lista negra' de Escócia e País de Gales

Período de quarentena será obrigatório a partir de sábado

Portugal vai ser inserido na lista de obrigatoriedade de quarentena da Escócia a partir deste fim de semana, revelou esta quinta-feira o ministro da Justiça escocês, Humza Youssaf, através do Twitter. O The Guardian acrescenta que essa medida é aplicada apenas a Portugal Continental, mas o 'tweet' do ministro não faz qualquer referência a uma exceção para Açores e Madeira.

"Se chegarem à Escócia provenientes de Portugal ou da Polinésia Francesa a partir das 4 da manhã de sábado terão de fazer um período de quarentena durante 14 dias. Os dados desta semana mostram um aumento nos testes positivos e de casos por 100 mil habitantes", escreveu o governante.

O anúncio, justificado pela escalada no número de novos casos em Portugal, surge horas após o secretário de Estado dos Transportes do Governo britânico, Grant Shapps, ter indicado que Portugal continuava a estar dispensado da quarentena. 

Isso significa que quem entre na Escócia oriundo de Portugal Continental terá de cumprir uma quarentena de 14 dias.

Um pouco antes, o governo do País de Gales tinha já anunciado também uma decisão no mesmo sentido, não só para Portugal Continental mas também para seis ilhas gregas, para Gibraltar e para a Polinésia francesa.

Foi a primeira vez que o País de Gales aplicou as suas próprias alterações à lei da quarentena, sublinha a BBC. Até agora, tinha sempre usado a mesma lista que Inglaterra.

O governo galês disse, citado pelo The Guardian, que a decisão segue "um claro conselho por parte do Centro Conjunto de Biosegurança (…) de que viajar a partir destas regiões constitui um risco de saúde pública".

Estas notícias surgem no mesmo dia em que o governo do Reino Unido optou por manter Portugal entre os destinos considerados seguros, apesar do aumento de novos casos nas duas últimas semanas.

Os viajantes provenientes de Portugal continuam assim dispensados da quarentena de 14 dias à chegada ao Reino Unido, anunciou o secretário de Estado dos Transportes do governo britânico, Grant Shapps, através do Twitter. Portugal passou a fazer parte, a 22 de agosto, deste corredor aéreo do Reino Unido.

Com esta decisão, os viajantes de Portugal entram em Inglaterra sem necessidade de quarentena, mas quem seguir para a Escócia ou País de Gales terá de cumprir esses 14 dias de recolhimento.

O Reino Unido registou nas últimas 24 horas um forte aumento de novos casos de coronavírus, com mais 1.735 pessoas infetadas. Foi o mais alto nível diário desde 4 de junho.

Por Correio da Manhã
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.