Portugal pede afastamento de Jeroen Djisselbloem

Líder do Eurogrupo afirmou que países do sul não podem "gastar o dinheiro todo em álcool e em mulheres" e depois pedir ajuda financeira

• Foto: EPA

Augusto Santos Silva pediu esta terça-feira, em Washington, o afastamento de Jeroen Dijsselbloem, depois de o presidente do Eurogrupo ter dito que os países do sul não podem "gastar o dinheiro todo em álcool e em mulheres" e depois pedir ajuda financeira.

"Hoje, no Parlamento Europeu, muita gente entende que o presidente do Eurogrupo não tem condições para permanecer à frente do Eurogrupo e o governo português partilha dessa opinião", afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung, publicada no domingo, Djisselbloem afirmou: "Como social-democrata, considero a solidariedade um valor extremamente importante. Mas também temos obrigações. Não se pode gastar todo o dinheiro em mulheres e álcool e, depois, pedir ajuda".

Augusto Santos Silva considerou que estas "são declarações muito infelizes e, do ponto de vista português, absolutamente inaceitáveis".

"Há, por um lado, o aspeto de uma graçola que usa termos que hoje já não são concebíveis, essa ideia de gente que anda a gastar dinheiro com vinho e mulheres é uma forma de expressão que, com toda a certeza, não é própria de um ministro das Finanças europeu", explicou.

Por Lusa
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.