Português condenado em Espanha por ligações ao terrorismo

Fábio Medeiros de Almeida foi condenado a quatro anos de prisão por doutrinamento passivo

O português Fábio Medeiros de Almeida, detido em Espanha desde Outubro de 2015 por suspeitas de pertencer a uma rede de recrutamento do Estado Islâmico, foi esta terça-feira condenado a uma pena de quatro anos de prisão por "doutrinamento passivo" com vista ao terrorismo, avança a Sábado. Os restantes arguidos, Sanae Boughroum, Laila Haira e Saif Eddine, foram condenados a sete anos de cadeia pelos crimes de captação e doutrinamento para o terrorismo. Depois de ter cumprido quase três anos de prisão preventiva, restará a Fábio Almeida um ano de cadeia. No final deverá ser enviado para Portugal uma vez que França, onde vivia, terá proibido a sua entrada no território devido às ligações ao Estado Islâmico.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.