PSD e CDS querem ouvir comandante da Protecção Civil que se demitiu

António Paixão deixou cargo após 5 meses

O PSD e o CDS querem ouvir "com urgência" o demissionário comandante operacional nacional da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), António Paixão, para conhecerem os motivos do pedido de exoneração do cargo, que foi esta segunda-feira anunciado.

Os dois partidos querem também obter informações de António Paixão sobre o planeamento e execução do dispositivo de combate a incêndios florestais para 2018.

O coronel José Manuel Duarte da Costa foi esta segunda-feira designado pelo secretário de Estado da Protecção Civil para exercer as funções de comandante operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), substituindo no cargo o coronel António Paixão.

Segundo um comunicado do Ministério da Administração Interna, o coronel António Francisco Carvalho da Paixão "pediu a exoneração do cargo por motivos pessoais".

"O secretário de estado da Protecção Civil, José Artur Neves, designou o Coronel Tirocinado José Manuel Duarte da Costa para exercer as funções de Comandante Operacional Nacional do Comando Nacional de Operações de Socorro da Autoridade Nacional de Protecção Civil, sob proposta do presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Tenente-General Carlos Mourato Nunes", refere o documento.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.