PSP vai controlar número de passageiros no Metro de Lisboa

A partir de segunda-feira, 29 de junho, na hora de ponta

Passageiros no Metro
Passageiros no Metro

O número crescente de casos de covid-19 na região de Lisboa estará ligado, em parte, aos transportes públicos da capital e arredores, que têm circulado muitas vezes com excesso de passageiros, o que impede o distanciamento social.

Na quinta-feira foi anunciado um reforço em 90% da oferta de transportes na Área Metropolitana de Lisboa (AML), a partir de 1 de julho, em comparação com o mesmo período do ano passado, sobretudo nos autocarros que transportam passageiros para Lisboa.

Já hoje o Metro de Lisboa anunciou que vai duplicar a oferta aos fins de semana, durante o período diurno, nas linhas Azul, Verde e Vermelha, fazendo circular comboios de seis carruagens, tendo em conta o aumento da procura.

Esta tarde anunciou que, em conjunto com a PSP, vai implementar na segunda-feira "um conjunto de ações de controlo do volume de passageiros na rede, sensibilizando os seus clientes para a necessidade de se manter o distanciamento social e a obrigatoriedade do uso de máscara".

As ações de controlo e fiscalização serão efetuadas na hora de ponta (entre as 06h30 e as 10h30) e nas estações de Entre Campos, Jardim Zoológico e Cais do Sodré.

"Tratam-se de estações intermodais que, face à ligação com outros operadores de transporte, necessitam de um maior controlo dos clientes, com vista ao cumprimento do distanciamento social e de segurança recomendados", justifica a companhia.  

Acrescenta que "os  agentes da PSP estarão distribuídos pelas referidas estações, com a função de fiscalizar o cumprimento das medidas de utilização do transporte público em vigor na rede do Metropolitano de Lisboa, apelando aos clientes para se  distribuírem ao longo do cais de embarque, de forma a evitar concentrações indesejáveis de passageiros nos comboios, reforçar a obrigatoriedade de uso de máscara e a sua correta utilização".

O Metro apela ainda aos clientes, especialmente nas estações de correspondência com outros meios de transporte, para que continuem "a procurar as carruagens mais vazias e, caso seja necessário, que esperem pelo comboio seguinte, no sentido de se manterem os distanciamentos de segurança recomendados".

A transportadora lembra que é obrigatório usar máscara, reforçando a importância da sua correta utilização, com o queixo, a boca e o nariz tapados.

Por Negócios
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias