Putin avisa EUA: se Washington colocar mísseis na Europa, Moscovo retalia

No discurso à nação, o presidente russo revelou que estão completos os testes de um novo míssil e drone com capacidade nuclear

• Foto: EPA

O presidente russo, Vladimir Putin, deixou um claro aviso à administração de Donald Trump, durante o anual discurso à nação, no parlamento: se os EUA avançarem com a implementação de mísseis de médio alcance na Europa, Moscovo vai atingir não só os países que receberam as referidas bases, como os próprios EUA. No mesmo discurso, o chefe de estado russo garantiu que o Kremlin não procura entrar em confrontos, nem vai dar um primeiro passo, mas que não deixará de reagir.

"A Rússia será forçada a criar e desenvolver alguns tipos de armas que podem ser usadas não apenas nos territórios que estão na origem da ameaça, mas também os territórios de onde partem as decisões", disse, citado pela Reuters. Putin anunciou que estão completos os testes de um novo míssil e drone com capacidade nuclear, armas preparadas para entrarem no arsenal do país.

No mesmo discurso, o presidente russo, prometeu que os russos vão sentir já este ano melhorias no nível de vida e apresentou como uma das primeiras medidas do seu governo o aumento dos pagamentos sociais para apoiar as famílias jovens.

Autor: Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.