«Rápida atuação e caráter das pessoas favoreceu 'milagre' português»

Espanhola Sara Hoya trabalha na Iberdrola e está confinada em Portugal

A espanhola Sara Hoya, responsável pelo departamento ambiental e socioeconómico do Projeto Tâmega, da Iberdrola, está confinada em Portugal e contou à imprensa do seu país por que Portugal foi mais bem sucedido na contenção do novo coronavírus do que o seu vizinho ibérico.
 
"Aqui as medidas foram diferentes, não estivemos tão fechados como em Espanha, podíamos sair para passear e fazer desporto desde o início, a incidência não é comparável. Também se encerrou tudo, com exceção dos supermercados, mas as medidas foram menos impactantes para a população. Vejo imagens do exército e da polícia em Espanha que assustam porque nunca vi nada igual", contou ao jornal 'La Gaceta', de Salamanca.
 
A seguir explicou o 'milagre' português. "As medidas foram aplicadas muito rapidamente, decretou-se o estado de emergência quando ainda havia poucos casos e com isso conseguiu-se travar a situação. Além do mais, há a questão do caráter, os portugueses são muito disciplinados e antes de se decretar o estado de emergência já estavam em casa."

Depois contou como está o país economicamente. "Há muita gente em dificuldade porque o salário mínimo é baixo, ronda os 600 euros. Muitos estabelecimentos pequenos tiveram de fechar e além disso o turismo vai sofrer, sobretudo o Porto, que cresceu muito neste sector, com muitos restaurantes, hoteis...  e estão todos fechados."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Morreu Larry King

Famoso apresentador de televisão norte-americano estava infetado com Covid-19

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.