Reunião de Bolsonaro com governadores teve bate boca por questões políticas e eleitorais

Encontro serviu para debater questões relacionadas com a pandemia do coronavírus

Jair Bolsonaro esteve esta quarta-feira reunido com quatro governadores da Região Sudeste brasileira (Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo) para debater questões relacionadas com a pandemia do coronavírus mas o encontro não decorreu de forma muito tranquila.

Segundo os órgãos de comunicação social do país, existiu um grande discussão entre o presidente brasileiro e o governador de São Paulo, João Doria, devido a questões políticas e eleitorais. O momento mais tenso aconteceu quando o paulista ameaçou recorrer à Justiça contra o governo federal caso sejam confiscados equipamentos destinados ao combate do novo coronavírus no estado, segundo o jornal 'O Globo'.

Além de João Doria, a reunião contou com os governadores Wilson Witzel (Rio de Janeiro), Romeu Zema (Minas Gerais) e Renato Casagrande (Espírito Santo), além de ministros como Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Tarcísio de Freitas (Infraestruturas), entre outros. 

Recorde-se que no passado domingo, Bolsonaro havia instaurado uma Medida Provisória na qual autorizava a suspensão dos contratos de trabalho por quatro meses, mas teve que revogar a medida na segunda-feira face à repercussão negativa que a mesma teve.

Na mesma reuniao Bolsonaro acusou João Doria e também Wilson Witzel de se aproveitarem do atual momento para fazerem propaganda política, referindo que ambos querem ser candidatos à presidência da República.

Por António Carlos. Rio de Janeiro. Brasil
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.