Riqueza de Trump volta a cair para os 2,8 mil milhões

Desde que a Bloomberg começou a estimar a riqueza de Donald Trump, em 2015, que esta nunca foi tão baixa

charlottesville virgínia EUA Donald Trump
charlottesville virgínia EUA Donald Trump

Desde que a Bloomberg começou a estimar a riqueza de Donald Trump, em 2015, que esta nunca foi tão baixa. O património do actual presidente dos Estados Unidos era, em Maio de 2018, de 2,8 mil milhões de dólares. Face ao ano passado, regista-se uma queda de 100 milhões de dólares devido ao pior desempenho dos edifícios em Nova Iorque, nomeadamente a Trump Tower, e dos campos de golfe. 

De acordo com os cálculos da Bloomberg, compilados no índice de bilionários da agência, Donald Trump tem 520 milhões de dólares em dívida e activos de 3,3 mil milhões de dólares. Isto significa que o património líquido do actual presidente norte-americano é de 2,8 mil milhões de euros, inferior aos 2,9 mil milhões de dólares calculados em Junho de 2017. 

As principais desvalorizações, no valor de 220 milhões de dólares, foram sentidas nos edifícios em Manhattan e na Fifth Avenue, assim como na Trump Tower, onde menos reservas levaram a uma quebra das receitas. Além disso, o maior activo de Trump - os 16 campos de golfe e resorts - desvalorizaram 70 milhões de dólares. Um dos resorts que viu os seus lucros cair foi o de Mar-a-Lago, onde o próprio presidente costuma passar os fins de semana e receber líderes internacionais. 
Estes cálculos já foram contestados pelo próprio Trump e por alguns dos seus representantes. Segundo a Bloomberg, a porta-voz da Organização Trump, Amanda Miller, argumenta que a metodologia da agência reduz o valor do património imóvel de Nova Iorque. Além disso, no ano passado, o presidente norte-americano apelidou a estimativa de "estúpida", alegando que o seu património vale mais de 10 mil milhões de dólares. 

Apesar de, feitas as contas, ter existido uma desvalorização do património, também houve ramos de negócio que valorizaram. É o caso das torres de escritórios que Donald Trump detém em parceria com a imobiliária Vornado. Acresce que o Trump International Hotel, em Washington, viu as suas receitas aumentar ao albergar lobistas, políticos conservadores e alguns oficiais de Governos internacionais.

Autor: Negócios com Bloomberg

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias