"Selva" de Calais começou a ser demolida

Refugiados foram distribuídos por vários centros

• Foto: Reuters

Equipas de operários escoltados por polícias começaram esta terça-feira a destruir as tendas e barracas da "Selva" de Calais, depois de os milhares de refugiados do campo terem sido distribuídos por centros por toda a França.

Pequenos camiões começaram pouco depois a retirar os destroços do campo, situado no norte de França e que acolhia até domingo passado 6.000 a 8.000 migrantes, principalmente oriundos da Síria, Eritreia ou do Sudão.

Mais de 1.900 migrantes foram retirados na segunda-feira do campo, que se tornou um símbolo das crises migratórias na Europa.

Pelo menos 800 migrantes menores de idade foram provisoriamente hospedados em contentores de carga colocados numa zona da "Selva". O diretor deste centro, Stéphane Duval, disse que 400 deles chegaram hoje e que no total devem atingir os 1.000.

Hoje de manhã, segundo jornalistas no local, centenas de menores esperavam para serem entrevistados por funcionários britânicos e franceses.

O ministro do Interior de França, Bernard Cazeneuve, disse anteriormente que todos os menores desacompanhados "com laços familiares comprovados no Reino Unido" serão transferidos para o Reino Unido.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.