Sérgio Moro escolhido para ministro da Justiça de Bolsonaro

Juiz federal tinha já anunciado que aceitaria de bom grado o convite

• Foto: Reuters

O juiz federal Sérgio Moro aceitou o convite do presidente-eleito Jair Bolsonaro para assumir a liderança do ministério da Justiça, avança o 'Estadão'. Quando Bolsonaro afirmou que ia concorrer à presidência e introduziu a hipótese de poder vir a convidar Moro para o seu governo, o magistrado disse que a sua vocação era ser  juiz e que jamais se envolveria na política. 

Sérgio Moro já tinha avisado que não descartava a hipótese de vir aceitar um convite do recém-eleito presidente para liderar o Ministério de Justiça, caso esse convite viesse a ser endereçado. Assumiu ainda que aceitaria de bom grado a indicação para Supremo Tribunal Federal (STF).

Jair Bolsonaro disse que iria convidar Moro para ocupar uma vaga no Supremo ou no Ministério da Justiça no dia seguinte às eleições brasileiras.

Moro deu garantias de que a sua integração na equipa do presidente brasileiro iria afastar o medo que alguns sectores da sociedade têm de que exista um assalto ao estado democrático brasileiro. 

Durante a campanha eleitoral, Moro não declarou apoio directo a Bolsonaro, mas referiu que voltar a eleger um presidente do PT seria inaceitável já que, na sua opinião, seria igual a apoiar o esquema de corrupção desmontado pela operação Lava-Jato, em que muitos dos arguidos pertencem a este partido. O ex-presidente petista Lula da Silva foi inclusivamente condenado a pena de prisão.

Autor: Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias