Record

Sismo no México faz pelo menos três mortos

El Salvador já alertou para a ameaça de tsunami

Pelo menos três pessoas morreram no estado mexicano de Chiapas, na sequência do sismo de 8,4 de magnitude na escala de Richter que atingiu o país, disse esta sexta-feira o governador de Chiapas. Entretanto, o Governo de El Salvador já alertou para a ameaça de tsunami e ativou comunicações para uma evacuação imediata, se necessário, após o sismo que atingiu México.

Manuel Velasco disse à Milenio TV que as mortes ocorreram em San Cristobal de las Casas, no estado de Chiapas, no sul do México, dando também conta de danos em hospitais e escolas.

O abalo foi o maior registado com sismógrafos na história do país e sentiu-se em praticamente metade do México, bem como nos países vizinhos.

Com epicentro a 137 quilómetros de Tonalá, no estado de Chiapas, o terramoto provocou cortes de energia na Cidade do México, onde soou um alarme sísmico e imediatamente se começaram a ouvir sirenes de ambulâncias.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico ativou um alerta para o México, Guatemala, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Panamá, Honduras e Equador.

O Sistema de Alerta de Tsunamis dos Estados Unidos avisou que há possibilidade de perigosas ondas de tsunami nas costas do Pacífico de vários países da América Central nas próximas três horas.

A força do sismo fez residentes na Cidade do México fugirem das suas casas, ainda de pijama, juntando-se a grupos nas ruas.

Na capital mexicanca, os edifícios abanaram com intensidade por mais de um minuto, descreveu a agência noticiosa Associated Press (AP).

No estado de Chiapas, vários relatos apontaram para um impacto significativo. "A casa moveu-se como pastilha elástica e a luz e internet desapareceram momentaneamente", contou Rodrigo Soberanes, que vive em San Cristobal de las Casas, no estado do sul.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias