Sismo no México provoca mais de 100 mortos

Com magnitude de 7,1 na Escala de Richter

• Foto: Reuters

As autoridades mexicanas elevaram para 119 o número provisório de mortos na sequência do sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter que atingiu terça-feira vários Estados do México na terça-feira.

Este número foi atualizado poucos minutos depois de o director do Centro Nacional de Prevenção de Desastres, Carlos Valdés, ter anunciado um balanço provisório de 105 mortos, numa comunicação transmitida em direto pelo canal de televisão mexicano Televisa.

O balanço provisório de vítimas mortais tem sido sucessivamente atualizado, à medida que as equipas de socorro fazem buscas nos escombros de vários edifícios que ruíram devido ao sismo, registado às 13:14 locais de terça-feira (19:14 em Lisboa).

O Presidente do México ativou o plano de emergência do país. Na rede social Twitter, Enrique Peña Nieto revelou ainda que convocou o Comité Nacional de Emergências, para coordenar todas as ações de ajuda, e que todos os hospitais que ficaram danificados com o sismo estão a ser evacuados. O "PlanMX" permite que as autoridades acelerem a resposta de emergência em situações de maior gravidade.

As estações televisivas mexicanas estão a mostrar imagens de vários edifícios a colapsar, com o presidente da autarquia da Cidade do México, Miguel Angel Mancera, a afirmar que existe a confirmação de pessoas presas no interior dos edifícios que colapsaram.

O sismo 7,1 na escala de Richter teve o seu epicentro a 12 quilómetros a sudeste de Axochiapan, no estado central de Morelos, a uma profundidade de 57 quilómetros.

Este sismo acontece no dia em que se completam 32 anos desde que um poderoso terramoto deixou milhares de mortes na Cidade do México.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias