TAP recua na compra de 50 BMW e vai manter frota atual por mais um ano

Decisão foi tomada após anúncio da compra ter gerado polémica

TAP
TAP
A Comissão Executiva da TAP anunciou, esta quinta-feira, que vai manter a atual frota automóvel durante um período máximo de um ano, após ter estalado a polémica na sequência do anúncio de que a empresa ia adquirir 50 BMW. 

"A Comissão Executiva da TAP compreende o sentimento geral dos portugueses e, apesar da decisão que tomou quanto à frota automóvel ser a menos onerosa para a Companhia nas atuais condições de mercado, a TAP procurará manter a atual frota durante um período máximo de um ano, enquanto reavalia a política de mobilidade da Empresa", refere a nota divulgada à imprensa.

A decisão de renovar a frota, que a TAP sublinhava que permitiria poupar 630 mil euros/ano, motivou críticas à administração da empresa, nomeadamente da parte do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

"Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade, deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção", defendeu Marcelo Rebelo de Sousa. "É um problema de bom senso", acrescentou, em declarações no Palácio de Belém, em Lisboa.
Por Correio da Manhã
3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias