TAS proíbe médico russo envolvido em escândalo de doping de exercer no desporto

Sanção aplicada ao médico anunciada pela federação russa

• Foto: Reuters

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) proibiu esta segunda-feira Serguei Portugalov, acusado de ser o médico responsável por práticas de doping no atletismo russo, de exercer funções em áreas ligadas ao desporto.

A sanção aplicada ao médico foi anunciada pela Federação de Atletismo da Rússia, mas ainda não foi confirmada pelo TAS.

Em 2015, baseando-se nas acusações que davam conta do envolvimento de Portugalov em casos de doping, a Agência Mundial Antidopagem (AMA) pediu que o médico fosse proibido de trabalhar em áreas relacionadas com o desporto.

A Rússia foi suspensa das competições internacionais depois de o relatório McLaren, da AMA, ter revelado um sistema de dopagem alargado, com apoio estatal.

Depois de o Comité Olímpico Internacional (COI) ter colocado a decisão nas federações de modalidade, muitas atletas russos foram impedidos de participar nos Jogos Olímpicos Rio'2016.

O Comité Paralímpico Internacional (IPC) foi mais longe e baniu a Rússia dos Jogos Paralímpicos 106, disputados também no Rio de Janeiro.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.