Taxa de desemprego desce para 6,5% em 2019

Valor ligeiramente acima da meta do Governo

A taxa de desemprego baixou para os 6,5% no ano passado, descendo 0,5 pontos percentuais face a 2018 e atingindo um mínimo de 2003. A meta do Governo era terminar 2019 nos 6,4%. Os dados foram divulgados esta quarta-feira, 5 de fevereiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). 

"A população desempregada, 339,5 mil pessoas, diminuiu 7,2% (26,4 mil) em relação ao ano anterior, enquanto a população empregada, 4 913,1 mil pessoas, aumentou 1,0% (46,4 mil)", explica o gabinete de estatísticas no destaque. Face ao pico do desemprego em 2013, o número de desempregados já baixou 515,7 mil pessoas.

Apesar dos dados continuarem a apontar para uma melhoria do mercado de trabalho, estes também mostram que o ritmo já não é mesmo. Tal como refere o INE, este foi o menor decréscimo do número de desempregados observado desde 2014, quando a população desempregada começou a diminuir.

A queda do desemprego foi particularmente notória na faixa etária mais jovem e entre os desempregados de longa duração. A taxa de desemprego jovem baixou dois pontos percentuais para os 18,3% e a proporção de desempregados de longa duração baixou 1,2 pontos percentuais para os 49,9%.

Também a registar uma redução, mas mais tímida está o grupo dos jovens que não tinham emprego nem estavam a estudar ou em formação ("nem nem") que baixou 0,4 pontos para os 9,5%.

Para 2020, a meta do Governo para a taxa de desemprego é de 6,1%.

Taxa de desemprego sobe no quarto trimestre
No quarto trimestre do ano passado, a taxa de desemprego fixou-se nos 6,7%, mais 0,6 pontos percentuais face ao terceiro trimestre no qual foi alcançado um mínimo de 2003. Em termos homólogos, a taxa ficou igual aos 6,7% registados no quarto trimestre de 2018.

"A população desempregada, estimada em 352,4 mil pessoas, aumentou 9,0% (29,0 mil) em relação ao trimestre anterior e 0,9% (3,3 mil) em relação ao trimestre homólogo de 2018", escreve o INE, referindo que a população empregada, 4 907,6 mil pessoas, diminuiu 0,8% (40,2 mil) em relação ao trimestre anterior.

Esse aumento percentual da população desempregada face ao trimestre anterior foi o maior desde o quarto trimestre de 2011. Em termos homólogos, foi o primeiro aumento desde 2013. 

Focando apenas neste trimestre, a taxa de desemprego dos jovens aumentou 1,6 pontos face ao trimestre anterior para os 19,5%. Já a proporção de desempregados de longa duração baixou 4,6 pontos percentuais para os 47,8%. 

(Notícia atualizada às 11h33 com mais informação)

Por Negócios
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.