Tem conta no Twitter? Então é melhor mudar a password

Foi a própria rede social a recomendar aos utilizadores que alterem as palavras-chave

A rede social Twitter aconselhou todos os seus 330 milhões de utilizadores a alterarem a sua "password", uma vez que ocorreu uma falha da empresa que fez que com as palavras-chave ficassem armazenadas nos seus sistemas sem protecção.

Num post colocado no seu blogue, o Twitter diz que o problema já foi identificado e resolvido. E que uma investigação interna revela que as passwords que ficaram expostas não foram roubadas ou usadas de forma indevida, mas ainda assim deixa a recomendação aos utilizadores que, "por cautela", alterem as palavras-chave.

O problema está relacionado com a tecnologia que é conhecida por "hashing" e que serve para encriptar as passwords quando estas são criadas pelos utilizadores. Ao contrário do que era suposto, as passwords reais ficaram disponíveis num log interno da companhia.

A rede social não revela quantas passwords estiveram desprotegidas, nem por quanto tempo. Mas a Reuters adianta que o número é "substancial" e o problema terá ocorrido durante vários meses, tendo só sido descoberto pela empresa há algumas semanas e desde logo reportado aos reguladores.

"Lamentamos muito que tal tenha acontecido", refere a mensagem do Twitter.

Este problema surge numa altura em que tem aumentado os problemas de segurança e o escrutínio por parte dos reguladores à forma como as tecnológicas protegem os dados dos seus utilizadores.

A notícia do Twitter foi publicada quando Wall Street ainda estava a funcionar, tendo as acções da rede social terminado o dia a cair 1%.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.