Terrenos do antigo Estádio José Alvalade já têm destino: Norfin investe 200 milhões

Vão ser construídos quatro novos edifícios de escritórios classe-A, três de habitação, mais de 200 apartamentos e uma área comercial

Já têm destino os terrenos que estão desocupados há mais de 15 anos, após a demolição do antigo Estádio de Alvalade. No local, junto ao atual Estádio do Sporting, vai nascer um projeto imobiliário de 200 milhões de euros, que contempla edifícios de escritórios e para habitação.

A Norfin, gestora de investimentos imobiliários do Grupo Arrow Global, é a promotora deste investimento que classifica de "histórico", depois de ter adquirido o projeto Metropolis à Multi Corporation por um valor não revelado.

O que vai nascer nos terrenos do antigo Estádio José Alvalade

De acordo com um comunicado emitido esta quinta-feira, a Norfin vai agora "investir mais de 200 milhões de euros para criar uma nova centralidade na área de Alvalade, trazendo a Lisboa mais 80.000 m2 edificados".

Nos terrenos do antigo estádio de Alvalade vão ser construídos quatro novos edifícios de escritórios classe-A, com um total de 37.600 m2, três de habitação com 30.250 m2 e mais de 200 apartamentos, e uma área comercial com 11.100 m2, com construção a iniciar no final do ano.

Os terrenos onde vai nascer este projeto foram vendidos pelo Sporting à firma MDC para financiar a construção do atual estádio. O clube de Alvalade encaixou 60 milhões de euros com o negócio, sendo que uma auditoria posterior revelou que este foi lesivo para o clube, pois os terrenos terão sido vendidos abaixo do preço de custo.  

"Esta aquisição demonstra o ADN da Norfin como gestora de investimentos imobiliários que alia sofisticação financeira a uma elevada capacidade técnica de gestão de projeto", refere Chief Investment Officer da Arrow Portugal.

O gestor destaca a localização do empreendimento imobiliário, com capacidade para conquistar escritórios hoje concentrados no Parque das Nações.

Acreditamos que a localização, por estar à porta de um hub de transportes com duas linhas de metro, um terminal de autocarros, próxima da 2ª circular, do Eixo Norte-Sul e do aeroporto, será ideal para a expansão do CBD (Central Business District) e deverá capturar grande parte da enorme procura destinada aos escritórios classe-A, atualmente concentrada no Parque das Nações.

A Norfin tem atualmente mais de 1.400 milhões de euros de ativos imobiliários para investidores institucionais, nacionais e internacionais. O Campus da Justiça, em Lisboa e o Prata Riverside Village, em Marvila, são alguns dos projetos de maior dimensão da companhia.

 

Por Negócios
5
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.