Títulos da Associação Coleção Berardo já foram penhorados

Informação é avançada pelo Jornal Económico

Os títulos da Associação Coleção Berardo (ACB), que foram dados como garantias nos empréstimos de quase mil milhões de euros concedidos a Joe Berardo para a compra de ações, já foram executados, noticia o Jornal Económico.

O empresário pediu um prolongamento do prazo de contestação de 30 dias, tendo agora até 23 de setembro para contestar, adianta a mesma publicação. Findo este prazo, os bancos poderão também contestar os argumentos apresentados.

A CGD, o BCP e o Novo Banco entregaram no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa uma ação executiva para cobrar dívidas de Joe Berardo, de quase 1.000 milhões de euros.

A ação tem como executados o empresário José Manuel Rodrigues Berardo (conhecido por Joe Berardo), a Fundação José Berardo, a Metalgest e a Moagens Associadas. Um dos objetivos da ação é aceder às obras de arte da Coleção Berardo, sobre a qual o empresário tem um acordo com o Estado que determina que as obras de arte estejam em exposição no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, até 2022, não podendo ser vendidas.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0