Três jovens acusados do ataque ao Twitter que teve Gates, Obama e Bezos como vítimas

Esquema terá rendido 100 mil dólares

Foi detido um adolescete norte-americano de 17 anos por suspeitas de estar por trás do mais recente ataque a contas na rede social Twitter que teve como vítimas pessoas como Barack Obama, Bill Gates, Elon Musk ou Jeff Bezos. A investigação esteve a cabo do FBI, os Serviços Secretos dos EUA, as autoridades da Florida e o Fisco. O jovem foi detido na FLorida, Estados Unidos da América. Além do jovem detido, o Departamento de Justiça dos EUA acusou mais duas pessoas de estarem envolvidas, incluindo Nima Fazelli, de 22 anos, de Orlando, na Florida, e Mason Sheppard, de 19 anos.

O ataque em causa foi uma acção concertada que atacou dezenas de contas de celebridades e empresas como o antigo presidente dos EUA, Barack Obama, o fundador da Microsoft, Bill Gates, Elon Musk (da Tesla), Jeff Bezos (Amazon), a Apple ou a Uber. Todas estas contas "fizeram" publicações com publicidade à bitcoin, pedindo aos utilizadores que enviassem quantias desta moeda, prometendo que o seu investimento seria multiplicado . Segundo a acusação, os três jovens terão publicado mensagens em 45 contas, viram mensagens privadas de 36 contas e descarregaram dados associados a contas de outros sete utilizadores. 

As mensagens tinham diferentes conteúdos nas várias contas mas eram muito semelhantes e todas aludiam a um endereço para o envio de Bitcoins, com promessa de que esse valor seria duplicado. "Estou a retribuir à minha comunidade devido à Covid-19. Todo o Bitcoin enviado para o meu endereço será devolvido em duplicado. Se enviar 1.000 dólares, serão devolvidos 2 mil", dizia, por exemplo, o tweet de Barack Obama.

O procurador-geral de Hillsborogh Country explicou através do Twitter que o objetivo dos jovens "era roubar dinheiro" e que o hacking das contas foi apenas o modo que encontraram para o fazer. O esquema terá rendido cerca de 100 mil dólares aos jovens que são acusados de ter cometido 30 crimes, entre eles, cibercrime, fraude e fraude de identidade.



O ataque levado a cabo no dia 15 de julho afetaram o ex-presidente dos EUA Barack Obama, o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, o cofundador da Microsoft, Bill Gates, o CEO da Tesla, Elon Musk, o dono da Amazon, Jeff Bezos, o músico Kanye West além das empresas como a Uber e a Apple.

Por Sábado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0