Trump suspende financiamento à Organização Mundial da Saúde

Presidente norte-americano diz que organização deixou implícito, a determinada altura, que o coronavírus "não era transmissível"

Donald Trump
Donald Trump

Donald Trump anunciou que os Estados Unidos vão suspender o financiamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), por esta ter deixado implícito, a determinado ponto, que o coronavírus "não era transmissível", refere o The Guardian sublinhando que não há qualquer prova de que aquela organização o tenha feito.

O chefe da Casa Branca também afirmou que há informação "credível", de dezembro, sobre a suspeita da transmissão entre humanos e que a OMS não deu uma resposta apropriada. "Os seus erros provocaram imensas mortes", afirmou.

E aqui o The Guardian chama igualmente a atenção para o facto de Peter Navarro, conselheiro económico de Trump, ter feito chegar ao presidente, em janeiro, um memorando sobre o potencial de este novo coronavírus poder matar centenas de milhares de norte-americanos e fazer descarrilar a economia dos EUA se não fossem tomadas medidas de imediato. Trump, recorde-se, "subestimou a gravidade da crise até março – e já o mês ia avançado", destaca aquela publicação no seu website.

Donald Trump diz que a OMS divulgou informação errada sobre o vírus que estava a ser veiculada pela China e adiantou, citado pelo The New York Times, que a sua Administração está a avaliar a forma como a organização tem gerido esta pandemia.

"Ordeno a suspensão do financiamento para a Organização Mundial da Saúde enquanto estiver a ser conduzido um estudo para avaliar o papel da OMS na má gestão e ocultação da disseminação do novo coronavírus", disse.

O presidente norte-americano também criticou a OMS por elogiar a "transparência" da China, mas o The Guardian recorda que o próprio Trump fez o mesmo num tweet publicado a 24 de janeiro.



Por Negócios
7
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Fora de Campo

Notícias