Universidade do Minho suspende aulas presenciais devido ao coronavírus

Situação determinada pelo agravamento da "situação sanitária no norte do país"

Minho, reitoria, investigação, praxe, docente, Universidade do Minho
Minho, reitoria, investigação, praxe, docente, Universidade do Minho

A Universidade do Minho suspendeu todas as aulas lectivas presenciais devido ao agravamento da "situação sanitária no norte do país" causada pelo aumento de casos de coronavírus. 

Foi o reitor da universidade que anunciou a medida no site da instituição. O mesmo indica que a decisão foi tomada tendo em conta as indicações da autoridade de saúde e proteção civil, a necessidade de "atenuar o quadro de grande instabilidade que afeta a vida da Universidade", a necessidade de se adotar uma postura ativamente preventiva face ao surto e as recomendações feitas pela Comissão de Elaboração e Gestão do Plano de Contingência Interno COVID-19.?

A Universidade maném ainda as proibições de deslocações "em serviço" mesmo que previamente autorizadas, o encerramento dos edifícios 1?, 2, 3 e 15 do campus de Gualtar e a recomendação de quarentena por um período de 14 dias aos que tenham viajado para países com casos confirmados de Covid-19.

Também as bibliotecas, unidades alimentares e eventos e atividades desportivas estão suspensas, assim como reuniões, "provas académicas, conferências, seminários, cerimónias e eventos de natureza similar". 

Por Correio da Manhã
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.