Usavam jatos privados para transportar cocaína da América Latina: Portugal era porta de entrada

PJ deteve cinco homens, dois portugueses e três estrangeiros, com idades entre os 26 e os 44 anos

Polícia Judiciária
Polícia Judiciária

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, deteve cinco homens, dois portugueses e três estrangeiros, com idades entre os 26 e os 44 anos, sobre os quais recaem fortes suspeitas de usarem jatos privados para transportar cocaína vinda da América Latina para a Europa através de Portugal.  

A operação "White-wing" foi realizada nos últimos dias. Os detidos são suspeitos de pertencerem a uma organização criminosa transnacional, dedicada ao tráfico ilícito de estupefacientes.

"Foi apreendida elevada quantidade de cocaína que, caso chegasse aos circuitos ilícitos de distribuição, seria suficiente para a composição de, pelo menos, 1.750.000 (um milhão setecentas e cinquenta mil) doses individuais", descreve a PJ em comunicado.

A PJ apreendeu assim, além dos cerca de 175 quilos da droga, uma aeronave, um jato bimotor, que foi utilizada no transporte do estupefaciente.

De acordo com o comunicado divulgado esta segunda-feira esta é a primeira operação policial que, no nosso país, levou à apreensão de uma aeronave deste tipo.Três dos arguidos ficaram em prisão preventiva. Os restantes dois vão ser sujeitos a apresentações periódicas.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.