Árbitros queriam sanções mais pesadas no regulamento disciplinar da Liga

Alterações para a época 2019/20 foram aprovadas em Assembleia Geral Extraordinária da FPF

Luciano Gonçalves
Luciano Gonçalves • Foto: Paulo Costa Dias

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) defendeu na segunda-feira sanções mais pesadas para agentes desportivos infratores, num comunicado em que justifica o seu voto contra as alterações ao regulamento disciplinar da Liga de clubes.

"A APAF votou contra o referido documento por entender que o mesmo devia contemplar sanções mais punitivas para os agentes desportivos prevaricadores. Desde sanções mínimas mais elevadas até à perda de pontos ou jogos à porta fechada nos casos mais graves", lê-se no comunicado.

As alterações ao regulamento disciplinar para a época 2019/20 foram aprovadas em Assembleia Geral Extraordinária da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), no sábado, com votos contrários da APAF, do Sindicato dos Jogadores e Associação Nacional de Treinadores de Futebol.

"Este sentido de voto desfavorável por parte da APAF e dos seus delegados já tinha sido o mesmo, na época passada, aquando da ratificação do documento para a época 2018/19", acrescenta a associação de árbitros.

A concluir, a APAF diz que quer continuar a estar do lado da solução, para se ter um futebol cada vez mais puro, e defende a sensibilização para a punição e erradicação de atos contrários aos que o desporto preconiza.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.