CA da AF Porto apoia Jorge Sousa

Ao lado do árbitro portuense

• Foto: Fernando Ferreira

"Duríssimo" e "ridículo". Foram estas as expressões vindas a público ontem em relação ao castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina da FPF ao árbitro Jorge Sousa, punido com três jogos de suspensão devido aos termos em que se dirigiu a Stojkovic, no jogo entre Real e Sporting B.

O Conselho de Arbitragem da AF Porto emitiu um comunicado sobre este tema, revelando que "apreciou, em reunião, a duríssima sanção disciplinar" aplicada a Jorge Sousa, filiado naquela associação. "Extrai-se ter sido considerado como integrando ilícito disciplinar a utilização pelo árbitro de dois vocábulos, os quais, embora impróprios e de censurável utilização, são comummente usados na linguagem popular e coloquial", lê-se na nota do CA da AFP, presidido por Carlos Carvalho. O CA diz que "não terá sido ponderado pela entidade disciplinar o passado impoluto e de excelência do homem e do árbitro Jorge Sousa" e manifestou ainda "total solidariedade" para com o juiz. "Oxalá que esta sanção não tenha aberto a ‘caixa de pandora’", lê-se ainda.

"Não estamos na missa"

António Folha, técnico do FC Porto B, reagiu ao assunto após o jogo com o Leixões, dizendo que não se sentirá condicionado na forma de estar em campo. "Era o que faltava! Como é que posso estar condicionado e não poder falar a linguagem do futebol? Toda a gente fala esta linguagem dentro das quatro linhas. Por que razão o árbitro não pode falar? Não estamos em nenhuma missa, por isso... Isto é ridículo!" *

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.