Luciano Gonçalves e o vídeoárbitro no Jamor: «Concordo que seja testado na final»

Presidente da APAF recorda que a situação já estava prevista e confia no sucesso da tecnologia

• Foto: Diogo Pinto

Pela primeira vez num jogo oficial, o vídeo-árbitro será testado em Portugal e isso levou Rui Vitória a sublinhar publicamente que a final do Jamor "não seria o momento adequado" para tal. O técnico benfiquista justifica-se pelo facto de esta ser "uma final, um jogo importante", havendo o "risco de alguma coisa não correr bem". Em declarações a Record, o presidente da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) não alinha nesta tese e concorda com o pronto lançamento da tecnologia.

"A APAF concorda completamente que o vídeo-árbitro seja testado já na final da Taça de Portugal. Já foi utilizado em competições importantes como o Mundial de Clubes e até está a ser utilizado no Mundial de sub-20. E em Portugal já houve vários testes ‘offline’", sublinha Luciano Gonçalves, insistindo que o Conselho de Arbitragem da FPF "fez questão de escolher as duas pessoas mais bem preparadas para fazerem de vídeo árbitro, que são o Jorge Sousa e o Artur Soares Dias", no apoio a Hugo Miguel.

O responsável garante que nada "foi feito em cima do joelho" e confia, aliás, na fluidez de processos. "Não tenho dúvidas de que vai correr bem. Algum jogo havia de ser o primeiro e já estava previsto que houvesse vídeo-árbitro na final da Taça, mesmo antes de ser anunciado na próxima edição da Liga", remata.

Por Pedro Gonçalo Pinto e Sérgio Krithinas
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas